Pages

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Contra Nininho,Mauro Savi e Romoaldo Júnior na mesa diretora,ativista conclama Pedro Taques, em defesa da renovação com Emanuel Pinheiro

Com a denuncia do ex-secretário de Fazenda e Casa Civil Eder de Moraes Dias que afirmou em depoimento ao ministério Público de Mato Grosso (MPMT), que cerca de 40 hectares de área em volta do Palácio Paiaguás estaria sendo vendida ilegalmente pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa, Romoaldo Junior (PMDB). O terreno, propriedade do Estado, serviria como moeda de troca para o recebimento de dinheiro "vivo" valorado em aproximadamente R$ 14 milhões, o ativista fez um desabafo e conclama Pedro Taques a entrar no jogo a fim de garantir que a proposta pregada por Emanuel Pinheiro seja concretizada no poder legislativo,essa eleição esta nas mãos de Pedro Taques para enquadrar os deputado do PDT a fim de garantir a eleição de Emanuel Pinheiro na presidência ou ele vai deixar José Riva ganhar a mesa diretora, eis a pergunta,diz João Batista.
O ativista pede transparência e participação social ao candidato à presidência da Assembleia, Emanuel Pinheiro, candidato do governador Pedro Taques, a outra chapa é Guilherme Maluf/Mauro Savi que tem o apoio declarado do deputado José Riva.

 
O ativista na luta pela proteção dos direitos humanos das crianças e adolescentes em MT, João Batista de Oliveira,que é diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia emitiu ontem uma nota pública destacando a importância de adotar novos instrumentos de transparência, que possam fortalecer a Assembléia Legislativa de Mato Grosso. João Batista aplaude a proposta de Emanuel Pinheiro que pretende contribuir para que a assembléia se torne cada vez mais forte, transparente e independente. 

O ativista aplaudiu também a maneira como o parlamentar vem conduzindo campanha pela presidência, que  vem se estendendo à sociedade como um todo, com a distribuição de material impresso contendo suas principais propostas.

Entre as reivindicações estão o compromisso dos deputados na otimização dos gastos de recursos públicos; transparência nas despesas com pessoal, bens e serviços; criação de mecanismos que garantam uma participação social na proposição de leis e no acompanhamento do trabalho legislativo; realização de concurso público; democratização da Rádio e TV AL MT; entre outras.

De acordo com o ativista, a carta representa um posicionamento de todos os que lutam pela igualdade de direitos e pelo fortalecimento da democracia. “É uma forma de colaborar com o trabalho dos deputados e agilizar a implementação de ações em favor de todos os cidadãos, de forma justa e igualitária”, afirma.

Confira a carta na íntegra:

No próximo semana Assembléia Legislativa do estado de Mato Grosso elege uma nova mesa diretora. Apesar de somente os deputados com assento naquela Casa votarem nesse processo, a eleição interessa a toda a sociedade matogrossense, posto que um Poder Legislativo transparente e aberto à participação social fortalece a democracia em nosso Estado.
Nesse sentido, concitamos o candidato Emanuel Pinheiro que representa a verdadeira mudança pregado pelo governador Pedro Taques a assumir o compromisso público de implementar as seguintes medidas:
1) Otimização dos gastos de recurso públicos destinados àquela Casa Legislativa, bem como garantia de TRANSPARÊNCIA nas despesas com pessoal, custeio e aquisições de bens e serviços;
2) Criação de mecanismos para garantir a participação social na proposição de Leis e também no acompanhamento dos trabalhos das Comissões existentes na AL MT;
3) Democratização da Rádio e TV Assembléia, inclusive com a abertura da grade de programação, contemplando temas de interesse dos movimentos sociais, notadamente na área de direitos humanos;
5) Democratização da Escola do Legislativo, tornando os cursos mais acessíveis para as pessoas de baixa renda, estudantes, ativistas do movimento social.


Contra Nininho,Mauro Savi e Romoaldo Júnior na mesa diretora,ativista conclama Pedro Taques, em defesa da renovação com Emanuel Pinheiro

Com a denuncia do ex-secretário de Fazenda e Casa Civil Eder de Moraes Dias que afirmou em depoimento ao ministério Público de Mato Grosso (MPMT), que cerca de 40 hectares de área em volta do Palácio Paiaguás estaria sendo vendida ilegalmente pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa, Romoaldo Junior (PMDB). O terreno, propriedade do Estado, serviria como moeda de troca para o recebimento de dinheiro "vivo" valorado em aproximadamente R$ 14 milhões, o ativista fez um desabafo e conclama Pedro Taques a entrar no jogo a fim de garantir que a proposta pregada por Emanuel Pinheiro seja concretizada no poder legislativo,essa eleição esta nas mãos de Pedro Taques para enquadrar os deputado do PDT a fim de garantir a eleição de Emanuel Pinheiro na presidência ou ele vai deixar José Riva ganhar a mesa diretora, eis a pergunta,diz João Batista.
O ativista pede transparência e participação social ao candidato à presidência da Assembleia, Emanuel Pinheiro, candidato do governador Pedro Taques, a outra chapa é Guilherme Maluf/Mauro Savi que tem o apoio declarado do deputado José Riva.

 
O ativista na luta pela proteção dos direitos humanos das crianças e adolescentes em MT, João Batista de Oliveira,que é diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia emitiu ontem uma nota pública destacando a importância de adotar novos instrumentos de transparência, que possam fortalecer a Assembléia Legislativa de Mato Grosso. João Batista aplaude a proposta de Emanuel Pinheiro que pretende contribuir para que a assembléia se torne cada vez mais forte, transparente e independente. 

O ativista aplaudiu também a maneira como o parlamentar vem conduzindo campanha pela presidência, que  vem se estendendo à sociedade como um todo, com a distribuição de material impresso contendo suas principais propostas.

Entre as reivindicações estão o compromisso dos deputados na otimização dos gastos de recursos públicos; transparência nas despesas com pessoal, bens e serviços; criação de mecanismos que garantam uma participação social na proposição de leis e no acompanhamento do trabalho legislativo; realização de concurso público; democratização da Rádio e TV AL MT; entre outras.

De acordo com o ativista, a carta representa um posicionamento de todos os que lutam pela igualdade de direitos e pelo fortalecimento da democracia. “É uma forma de colaborar com o trabalho dos deputados e agilizar a implementação de ações em favor de todos os cidadãos, de forma justa e igualitária”, afirma.

Confira a carta na íntegra:

No próximo semana Assembléia Legislativa do estado de Mato Grosso elege uma nova mesa diretora. Apesar de somente os deputados com assento naquela Casa votarem nesse processo, a eleição interessa a toda a sociedade matogrossense, posto que um Poder Legislativo transparente e aberto à participação social fortalece a democracia em nosso Estado.
Nesse sentido, concitamos o candidato Emanuel Pinheiro que representa a verdadeira mudança pregado pelo governador Pedro Taques a assumir o compromisso público de implementar as seguintes medidas:
1) Otimização dos gastos de recurso públicos destinados àquela Casa Legislativa, bem como garantia de TRANSPARÊNCIA nas despesas com pessoal, custeio e aquisições de bens e serviços;
2) Criação de mecanismos para garantir a participação social na proposição de Leis e também no acompanhamento dos trabalhos das Comissões existentes na AL MT;
3) Democratização da Rádio e TV Assembléia, inclusive com a abertura da grade de programação, contemplando temas de interesse dos movimentos sociais, notadamente na área de direitos humanos;
5) Democratização da Escola do Legislativo, tornando os cursos mais acessíveis para as pessoas de baixa renda, estudantes, ativistas do movimento social.


Ativista pede mais transparência e participação social na Assembléia,e aplaude proposta de Emanuel Pinheiro/Botelho


O ativista pede transparência e participação social ao candidato à presidência da Assembleia, Emanuel Pinheiro, candidato do governador Pedro Taques, a outra chapa é Guilherme Maluf/Mauro Savi que tem o apoio declarado do deputado José Riva.

 
O ativista na luta pela proteção dos direitos humanos das crianças e adolescentes em MT, João Batista de Oliveira,que é diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia emitiu ontem uma nota pública destacando a importância de adotar novos instrumentos de transparência, que possam fortalecer a Assembléia Legislativa de Mato Grosso. João Batista aplaude a proposta de Emanuel Pinheiro que pretende contribuir para que a assembléia se torne cada vez mais forte, transparente e independente. 

O ativista aplaudiu também a maneira como o parlamentar vem conduzindo campanha pela presidência, que  vem se estendendo à sociedade como um todo, com a distribuição de material impresso contendo suas principais propostas.

Entre as reivindicações estão o compromisso dos deputados na otimização dos gastos de recursos públicos; transparência nas despesas com pessoal, bens e serviços; criação de mecanismos que garantam uma participação social na proposição de leis e no acompanhamento do trabalho legislativo; realização de concurso público; democratização da Rádio e TV AL MT; entre outras.

De acordo com o ativista, a carta representa um posicionamento de todos os que lutam pela igualdade de direitos e pelo fortalecimento da democracia. “É uma forma de colaborar com o trabalho dos deputados e agilizar a implementação de ações em favor de todos os cidadãos, de forma justa e igualitária”, afirma.

Confira a carta na íntegra:

No próximo semana Assembléia Legislativa do estado de Mato Grosso elege uma nova mesa diretora. Apesar de somente os deputados com assento naquela Casa votarem nesse processo, a eleição interessa a toda a sociedade matogrossense, posto que um Poder Legislativo transparente e aberto à participação social fortalece a democracia em nosso Estado.
Nesse sentido, concitamos o candidato Emanuel Pinheiro que representa a verdadeira mudança pregado pelo governador Pedro Taques a assumir o compromisso público de implementar as seguintes medidas:
1) Otimização dos gastos de recurso públicos destinados àquela Casa Legislativa, bem como garantia de TRANSPARÊNCIA nas despesas com pessoal, custeio e aquisições de bens e serviços;
2) Criação de mecanismos para garantir a participação social na proposição de Leis e também no acompanhamento dos trabalhos das Comissões existentes na AL MT;
3) Democratização da Rádio e TV Assembléia, inclusive com a abertura da grade de programação, contemplando temas de interesse dos movimentos sociais, notadamente na área de direitos humanos;
5) Democratização da Escola do Legislativo, tornando os cursos mais acessíveis para as pessoas de baixa renda, estudantes, ativistas do movimento social.


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O que leva os deputados do PDT defender o principal aliado de Riva na primeira secretaria e rejeitar Emanuel Pinheiro que representa a renovação

om decisões duras e corajosas, Taques se diferencia dos antecessores e cria boas expectativas na população, assim como o deputado Emanuel Pinheiro prega em relação a estrutura do poder legislativoessa eleição da mesa vai definir verdadeiramente quem será o traidor da proposta pregada por Pedro Taques, e quem esta do lado de Mauro Savi candidato do deputado José Riva


O deputado Mauro Savi pode ser o grande responsável pelo insucesso de Guilherme Maluf na disputa pela mesa diretora da Assembleia. O deputado é rejeitado em seu próprio partido e por quase todos os parlamentares da atual legislatura, mais os deputados do PDT defende Mauro Savi....Porque?. Isso abriu o flanco para que os governistas tentassem convencer Maluf a disputar pelo grupo dos 16.
1º -  Zeca Viana - Só que não consegue explicar o porque da escolha de Mauro Savi para assumir a primeira secretaria, tendo em vista que o deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) tem apoio da maioria dos parlamentares de sua bancada, sobre esse episodio o homem de confiança de Pedro Taques não explicou.
2º - Zeca Viana - Tendo em vista que Mauro Savi é o candidato do deputado José Riva para assumir o segundo cargo mais importante do parlamento, é muito importante a eleição de Mauro Savi para José Riva.

3º - Porque não Emanuel Pinheiro - Aliança da "morte" Na biografia de Zeca Viana, Dilmar e de Leonardo de Cáceres estará, qual lado eles defendem, 20 anos da era José Riva, ou a verdadeira mudança pregado por Pedro TaquesNo momento em que Zeca Viana, Dilmar e de Leonardo de Cáceres, declaram seu apoio ao chapa liderada pelo deputado José Riva (PSD) através do nome do deputado Guilherme Maluf/Mauro Savi eles estão defendendo a continuidade de uma ‘era’, de 20 anos.

Cinco propostas:

Emanuel Pinheiro disse que os seus apoiadores subscreveram as cinco principais propostas da Chapa ‘Coragem e Atitude para Mudar’:

1) Transparência financeira, com divulgação quadrimestral da movimentação financeira;
2) Divulgação anual dos salários dos servidores efetivos, comissionados e temporários;
3) Redução do duodécimo, com devolução do excedente para o Poder Executivo investir em saúde, educação e segurança;
4) Impedimento da reeleição do presidente e primeiro secretário para ocupar cargos na Mesa Diretora subseqüente.
5) Instituir atribuições e funções para os demais cargos da Mesa Diretora.

Cuiaba Tudo na Hora
João Batista de Oliveira

Caiu na net BBB 15: Vazam fotos íntimas de Aline BBB 15: Aline é a primeira sister a colocar os peitos pra jogo

Captura de Tela 2015-01-22 às 00.43.19

BBB 15: Aline é a primeira sister a colocar os peitos pra jogo


Já sabemos, você quer as fotos sem tarja, né? Então toma aqui e aqui
http://www.cuiabatudonahora.com.br/2015/01/caiu-na-net-bbb-15-aline-sem-tarja.html

Afinado com o governador - Seguindo o exemplo de Pedro Taques, Emanuel Pinheiro anuncia auditoria minuciosa se eleito presidente da Assembleia

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) anunciou que, se eleito presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em 1 de fevereiro, vai realizar uma auditoria sistemática e cuidadosa. Todavia, negou que vá promover “caça às bruxas” contra o atual presidente do Poder Legislativo, deputado José Riva (PSD), e o primeiro secretário, deputado Mauro Savi (PR).


A declaração foi um contraponto ao deputado Guilherme Maluf (PSDB), também candidato a presidente, que não considera necessária a realização de auditoria, para não ser confundida com “caça às bruxas”. Pinheiro entende que a auditoria, do ponto de vista político, pode representar verdadeiro salvo conduto para Riva e Savi, pois obrigatoriamente terá de mostrar o que dá certo, no Edifício Dante Martins de Oliveira.

“A auditoria serve para entender melhor a realidade da casa e não é ‘caça às bruxas’. Vamos compreender a folha de pagamento, a gestão com fornecedores e prestadores de serviços, o custo da TV Assembleia e muito mais. Porém, asseguro que vamos administrar olhando para frente”, argumentou o parlamentar do Partido da República.

Emanuel Pinheiro afirmou que sua Chapa ‘Coragem e Atitude para Mudar’, tendo o deputado eleito Eduardo Botelho (PSB) como candidato a primeiro secretário, contabiliza 12 votos. Todavia, crê ser possível chegar a 15, antes do dia 31 deste mês. “Até o momento são 12 votos comprometidos com as mudanças, com o sentimento de alternância de poder, em novo momento de Mato Grosso”, pontuou ele.

Mesmo reconhecendo a importância dos apelos do Poder Executivo em prol da unidade e para que haja consenso, Pinheiro não aceitou brigar pela Primeira Secretaria, internamente, no PR. “A democracia recomenda bom senso e unidade. Mas a candidatura a presidente da Assembleia não é minha; pertence ao grupo que deseja mudanças de conceito e de formato de administração”, afirmou Pinheiro. Ele lembrou inclusive que o seu pai, deputado Emanuel Pinheiro.

Cinco propostas

Emanuel Pinheiro disse que os seus apoiadores subscreveram as cinco principais propostas da Chapa ‘Coragem e Atitude para Mudar’:

1) Transparência financeira, com divulgação quadrimestral da movimentação financeira;
2) Divulgação anual dos salários dos servidores efetivos, comissionados e temporários;
3) Redução do duodécimo, com devolução do excedente para o Poder Executivo investir em saúde, educação e segurança;
4) Impedimento da reeleição do presidente e primeiro secretário para ocupar cargos na Mesa Diretora subseqüente.
5) Instituir atribuições e funções para os demais cargos da Mesa Diretora.

Cuiaba Tudo na Hora
João Batista de Oliveira

Afinado com o governador - Seguindo o exemplo de Pedro Taques, Emanuel Pinheiro anuncia auditoria minuciosa se eleito presidente da Assembleia

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) anunciou que, se eleito presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em 1 de fevereiro, vai realizar uma auditoria sistemática e cuidadosa. Todavia, negou que vá promover “caça às bruxas” contra o atual presidente do Poder Legislativo, deputado José Riva (PSD), e o primeiro secretário, deputado Mauro Savi (PR).


A declaração foi um contraponto ao deputado Guilherme Maluf (PSDB), também candidato a presidente, que não considera necessária a realização de auditoria, para não ser confundida com “caça às bruxas”. Pinheiro entende que a auditoria, do ponto de vista político, pode representar verdadeiro salvo conduto para Riva e Savi, pois obrigatoriamente terá de mostrar o que dá certo, no Edifício Dante Martins de Oliveira.

“A auditoria serve para entender melhor a realidade da casa e não é ‘caça às bruxas’. Vamos compreender a folha de pagamento, a gestão com fornecedores e prestadores de serviços, o custo da TV Assembleia e muito mais. Porém, asseguro que vamos administrar olhando para frente”, argumentou o parlamentar do Partido da República.

Emanuel Pinheiro afirmou que sua Chapa ‘Coragem e Atitude para Mudar’, tendo o deputado eleito Eduardo Botelho (PSB) como candidato a primeiro secretário, contabiliza 12 votos. Todavia, crê ser possível chegar a 15, antes do dia 31 deste mês. “Até o momento são 12 votos comprometidos com as mudanças, com o sentimento de alternância de poder, em novo momento de Mato Grosso”, pontuou ele.

Mesmo reconhecendo a importância dos apelos do Poder Executivo em prol da unidade e para que haja consenso, Pinheiro não aceitou brigar pela Primeira Secretaria, internamente, no PR. “A democracia recomenda bom senso e unidade. Mas a candidatura a presidente da Assembleia não é minha; pertence ao grupo que deseja mudanças de conceito e de formato de administração”, afirmou Pinheiro. Ele lembrou inclusive que o seu pai, deputado Emanuel Pinheiro.

Cinco propostas

Emanuel Pinheiro disse que os seus apoiadores subscreveram as cinco principais propostas da Chapa ‘Coragem e Atitude para Mudar’:

1) Transparência financeira, com divulgação quadrimestral da movimentação financeira;
2) Divulgação anual dos salários dos servidores efetivos, comissionados e temporários;
3) Redução do duodécimo, com devolução do excedente para o Poder Executivo investir em saúde, educação e segurança;
4) Impedimento da reeleição do presidente e primeiro secretário para ocupar cargos na Mesa Diretora subseqüente.
5) Instituir atribuições e funções para os demais cargos da Mesa Diretora.

Cuiaba Tudo na Hora
João Batista de Oliveira

 

Blogger news

Blogroll

About