Pages

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Atuação baseada na ética e na transparência - Ativista repudia tentativa de intimidação contra o vereador Toninho de Souza


A direção do Portal Todos Contra a Pedofilia presta inteira e irrestrita solidariedade ao vereador Toninho de Souza 
Tem uma atuação baseada na ética e na transparência. 
Reafirmamos através deste documento, nosso apoio a sua postura 
honesta e corajosa, que não se curvou ao pensamento autoritário. 
Ao ficar sabendo da noticia que o presidente do PSD de Cuiabá, ex-vereador Wilson Celso Teixeira Dentinho ter confirmado que o vereador João Emanuel Moreira Lima (PSD) protocolizou perante o Diretório Municipal pedido de cassação do vereador Toninho de Souza (PSD), presidente da Comissão de Ética e Decoro do Poder Legislativo da Capital, o diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia enviou nota de solidariedade ao vereador Toninho de Souza, e o considerou vítima de perseguição política e ao mesmo tempo repudiou essa tentativa de intimidação.

A direção do Portal Todos Contra a Pedofilia assina este manifesto a favor do vereador Toninho de Souza (PSD) que tem uma atuação baseada na ética e na transparência. Reafirmamos através deste documento, nosso apoio a sua postura honesta e corajosa, que não se curvou ao pensamento autoritário. 

Em suma, embora estejamos em lados opostos politicamente, não posso ser insensível e não manifestar minha opinião de forma veemente, rechaçando e contrariando tamanha tentativa de intimidação. 

Quanto mais ataques são desferidos contra a Comissão de Ética e Decoro do Poder Legislativo, mais caminhamos com a certeza de que a comissão esta no lado certo. Em tempos em que as mordaças se multiplicam, em tempos de confusão organizada, escolhemos o desafio de seguir afirmando: Nada deve parecer natural, nada deve parecer impossível de mudar. Nos parlamentos ou nas ruas.

O Caso: 

Dentinho : “Realmente houve esse pedido [de expulsão do partido], mas não há nenhuma decisão. Estão tentando transformar isso num ‘cavalo de batalha’, por causa de outra disputa. Ainda vou discutir com a Executiva os rumos do processo”, ponderou Dentinho, que já foi presidente da Câmara de Cuiabá (1997-98) e atualmente é presidente do Centro de Processamento de Dados de Mato grosso (Cepromat). 

Dentinho disse que a Executiva Municipal possui 30 dias, prorrogáveis por mais 30, para resolver se acata a denúncia e encaminha ou não o caso à Comissão de Ética do PSD. 

No pedido, João Emanuel acusa o colega social democrata de infidelidade partidária. Toninho comandou os trabalhos da Comissão de Ética da Câmara que recomendou à Mesa Diretora a cassação do seu mandato por quebra de decoro parlamentar. A base do trabalho da Comissão foi o vídeo da ‘Operação Aprendiz’, do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, no qual João Emanuel supostamente ensina fraudar licitações e articula a legalização de grilagem de terras.

Caso Toninho seja expulso, corre o risco até mesmo de perda do mandato. Existe jurisprudência no Supremo Tribunal Federal (STF) e tribunais superiores de que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar. 
A primeira medida solicitada é o afastamento de Toninho da liderança do PSD na Câmara de Cuiabá, cargo que exerce desde o início da atual legislatura.

Contato: movimentocontrapedofiliamt@gmail.com

PRENDIZ Grampo flagra vereador João Emanuel e advogado Eduardo Mahon debatendo sobre vídeo polêmico


emanuel-mahon.jpg

O Grupo de Ação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) interceptou, no dia 28 de novembro de 2013, uma ligação entre o vereador João Emanuel Moreira Lima (PSD) e o seu advogado, Eduardo Mahon, em que o parlamentar indica ter acesso ao vídeo onde aparece “negociando” uma licitação com uma empresária do ramo gráfico em Cuiabá. Neste dia, houve a primeira fase da "Operação Aprendiz".
No áudio, João Emanuel pergunta ao advogado se tem como pegar o vídeo que estava no escritório dele. O objetivo seria mostrar o vídeo ao deputado José Riva (PSD) e ao governador Silval Barbosa (PMDB) que estariam preocupados com a repercussão do material. 
A falta de acesso ao vídeo foi um dos motivos para a desembargadora Maria Aparecida Ribeiro suspender a sessão extraordinária que seria realizada ontem, com objetivo de votar o relatório da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá pedindo a cassação do parlamentar. 
A gravação foi entregue pelo MCCE (Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral) num recurso pedindo que a desembargadora reconsidere a decisão de suspender a sessão. “A magistrada, que foi induzida ao erro, acaba colocando por terra todo o trabalho da Comissão de Ética da Câmara”, assinalou o advogado Vilson Nery, membro do MCCE.  
O advogado de defesa de João Emanuel, Eduardo Mahon, negou que o vídeo citado seja todo o material utilizado pelo Gaeco como prova para a deflagração da Aprendiz. “O que tinha no escritório eram gravações feita por reportagens da imprensa que divulgaram a todo momento este vídeo”, frisou.
Além disso, Mahon explicou que a investigação feita pelo Gaeco não tem relação com os trabalhos da Comissão de Ética. Ele disse que, na prática, a Comissão de Ética deveria entregar o vídeo para que o vereador formulasse sua defesa. 
Mahon ainda questionou a legitimidade do MCCE em ingressar com a ação na Justiça. “O MCCE não é parte interessada nesta ação”, explicou.
Veja a íntegra do diálogo entre João Emanuel e Eduardo Mahon:
João Emanuel – Doutor Eduardo?
Eduardo Mahon – Fala.
João Emanuel – Aquele vídeo está lá no seu escritório?
Eduardo Mahon – Tá lá.
João Emanuel – É porque eu queria pegar aquele vídeo e mostrar para o Riva e o Silval, que eles ficaram preocupados e tal...
Eduardo Mahon – Ah sim. Eu vou te dar o telefone e você vai ligar para o Roni. Eu vou te dar o telefone só um segundinho. (mudo)... Anota aí... Ele é o cara que abre e fecha o escritório.
João Emanuel – Ok. Vou ligar agora para ele. Um abraço.
Eduardo Mahon – Feito. Até mais.

Caiu na net vazou veja lindo Ex-BBB Jonas aparece nu em fotos de suposta "suruba".



Ex-BBB Jonas aparece nu em fotos de suposta "suruba". Veja

Emanuel Pinheiro - Expoente na luta pelos direitos humanos será o palestrante do maior evento de combate à exploração sexual na copa em VG




Emanuel Pinheiro é o palestrante - Com Ação Inédita, Várzea Grande segue como exemplo no Combate a Exploração Sexual na Copa

Para atuar frente aos casos crescentes de exploração sexual infantil e de adolescentes durante os trinta dias da Copa do Mundo no Brasil. 
A direção do Portal Todos Contra a Pedofilia convidou o professor e presidente da Comissão de Direitos, Humanos, deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR), para ser o palestrante do Fórum Jovem Multiplicadores no Combate a Exploração Sexual e Pedofilia na Copa, que será realizado em Várzea Grande.

O Portal Todo Contra a Pedofilia vai escolher jovens que já participam de mobilizações para serem capacitados para trabalhar com essa questão no sentido de estimular a participação dos próprios jovens nas ações de combate à exploração sexual e pedofilia. 

A idéia, segundo o diretor do site Todos Contra a Pedofilia, João Batista de Oliveira, é transformar esses jovens em multiplicadores de informação. "Vamos capacitar e estimular a formação de lideranças juvenis que possam contribuir de forma educativa, preventiva, no processo de sensibilização e conscientização de outros jovens para o enfrentamento dessa questão tão grave", afirmou. 

O ativista afirmou que além de incentivar a participação juvenil, o fórum contribuirá para o enfrentamento do problema. "Já vários projetos no país têm demonstrado que o jovem, às vezes, se sente mais confortável na conversa, na aproximação com outro jovem do que, às vezes, até com o operador do Direito, com um profissional da área da saúde que ele poderia acorrer numa situação de violência sexual", explicou. 

O diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia, Batista de Oliveira, destacou que as principais vítimas são crianças e jovens de até 24 anos, é preciso garantir a participação deles nas ações de combate a esse problema para atingir bons resultados. "Se não estimularmos nesses jovens uma nova cultura e se não trouxermos essa juventude para, no seu próprio modo de ser, fortalecer-se como agente vivo no combate, estaremos fazendo muito para alcançar poucos resultados", defendeu. 

Segundo João Batista, a maioria dos jovens desconhece as ações tanto para prevenir o problema quanto para denunciar casos de abuso. O projeto pretende qualificar as jovens lideranças para conhecer a rede local e encaminhar as vítimas.

Vazou e caiu na net Patty tatuou UPP e apareceu fazendo sexo com PM



Vazou e caiu na net Patty tatuou UPP e apareceu fazendo sexo com PM

http://www.cuiabatudonahora.com.br/2014/04/vazou-e-caiu-na-net-patty-tatuou-upp-e.html
CLICA A QUI E VEJA SEM TARJA NO SITE CUIABÁ TUDO NA HORA

terça-feira, 15 de abril de 2014

Emanuel Pinheiro é o palestrante - Com Ação Inédita, Várzea Grande segue como exemplo no Combate a Exploração Sexual na Copa

 Em defesa do legado da copa, VG sai na frente com iniciativa inédita fórum vai preparar estudantes para atuar como multiplicadores no combate a exploração sexual

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso está no encalço de um homem que atuaria no Estado, principalmente na Grande Cuiabá, no aliciamento de meninas entre 13 e 17 anos de idade para a exploração sexual, com foco na Copa do Mundo. 

Conforme informações do delegado Paulo Araújo, titular da Delegacia do Adolescente de Cuiabá (DEA), o suspeito “ganharia” as jovens ao oferecer altos salários. 

“Elas estariam sendo assediadas com propostas que começavam em R$ 12 mil e terminavam em R$ 18 mil, para a exploração sexual no período do evento internacional”, explicou o delegado. 
"Elas estariam sendo assediadas com propostas que começavam em R$ 12 mil e terminavam em R$ 18 mil para a exploração sexual no período do evento internacional"

Araújo, no entanto, alertou que se trata de um golpe porque, “obviamente”, essas meninas não receberiam nem metade do valor. 

Ainda trabalhando na identificação do suspeito, a Polícia Civil chegou até ele enquanto investigava festas clandestinas com a participação de menores de idade. 

“Ainda estamos apurando e tentando identificar de quem se trata. Até o momento, sabemos, por exemplo, que uma adolescente quase caiu na armadilha”, explicou a assessoria de imprensa da Polícia. 

Também faz parte do perfil traçado entender se o suspeito atua sozinho ou se há uma “rede” de aliciadores por trás dele. 


Para atuar frente aos casos crescentes de exploração sexual infantil e de adolescentes durante os trinta dias da Copa do Mundo no Brasil. 
A direção do Portal Todos Contra a Pedofilia convidou o professor e presidente da Comissão de Direitos, Humanos, deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR), para ser o palestrante do Fórum Jovem Multiplicadores no Combate a Exploração Sexual e Pedofilia na Copa, que será realizado em Várzea Grande.

O Portal Todo Contra a Pedofilia vai escolher jovens que já participam de mobilizações para serem capacitados para trabalhar com essa questão no sentido de estimular a participação dos próprios jovens nas ações de combate à exploração sexual e pedofilia. 

A idéia, segundo o diretor do site Todos Contra a Pedofilia, João Batista de Oliveira, é transformar esses jovens em multiplicadores de informação. "Vamos capacitar e estimular a formação de lideranças juvenis que possam contribuir de forma educativa, preventiva, no processo de sensibilização e conscientização de outros jovens para o enfrentamento dessa questão tão grave", afirmou. 

O ativista afirmou que além de incentivar a participação juvenil, o fórum contribuirá para o enfrentamento do problema. "Já vários projetos no país têm demonstrado que o jovem, às vezes, se sente mais confortável na conversa, na aproximação com outro jovem do que, às vezes, até com o operador do Direito, com um profissional da área da saúde que ele poderia acorrer numa situação de violência sexual", explicou. 

O diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia, Batista de Oliveira, destacou que as principais vítimas são crianças e jovens de até 24 anos, é preciso garantir a participação deles nas ações de combate a esse problema para atingir bons resultados. "Se não estimularmos nesses jovens uma nova cultura e se não trouxermos essa juventude para, no seu próprio modo de ser, fortalecer-se como agente vivo no combate, estaremos fazendo muito para alcançar poucos resultados", defendeu. 

Segundo João Batista, a maioria dos jovens desconhece as ações tanto para prevenir o problema quanto para denunciar casos de abuso. O projeto pretende qualificar as jovens lideranças para conhecer a rede local e encaminhar as vítimas.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Emanuel Pinheiro - Em defesa do legado da copa, VG sai na frente com iniciativa inédita fórum vai preparar estudantes para atuar como multiplicadores no combate a exploração sexual


A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso está no encalço de um homem que atuaria no Estado, principalmente na Grande Cuiabá, no aliciamento de meninas entre 13 e 17 anos de idade para a exploração sexual, com foco na Copa do Mundo. 

Conforme informações do delegado Paulo Araújo, titular da Delegacia do Adolescente de Cuiabá (DEA), o suspeito “ganharia” as jovens ao oferecer altos salários. 

“Elas estariam sendo assediadas com propostas que começavam em R$ 12 mil e terminavam em R$ 18 mil, para a exploração sexual no período do evento internacional”, explicou o delegado. 
"Elas estariam sendo assediadas com propostas que começavam em R$ 12 mil e terminavam em R$ 18 mil para a exploração sexual no período do evento internacional"

Araújo, no entanto, alertou que se trata de um golpe porque, “obviamente”, essas meninas não receberiam nem metade do valor. 

Ainda trabalhando na identificação do suspeito, a Polícia Civil chegou até ele enquanto investigava festas clandestinas com a participação de menores de idade. 

“Ainda estamos apurando e tentando identificar de quem se trata. Até o momento, sabemos, por exemplo, que uma adolescente quase caiu na armadilha”, explicou a assessoria de imprensa da Polícia. 

Também faz parte do perfil traçado entender se o suspeito atua sozinho ou se há uma “rede” de aliciadores por trás dele. 


Para atuar frente aos casos crescentes de exploração sexual infantil e de adolescentes durante os trinta dias da Copa do Mundo no Brasil. 
A direção do Portal Todos Contra a Pedofilia convidou o professor e presidente da Comissão de Direitos, Humanos, deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR), para ser o palestrante do Fórum Jovem Multiplicadores no Combate a Exploração Sexual e Pedofilia na Copa, que será realizado em Várzea Grande.

O Portal Todo Contra a Pedofilia vai escolher jovens que já participam de mobilizações para serem capacitados para trabalhar com essa questão no sentido de estimular a participação dos próprios jovens nas ações de combate à exploração sexual e pedofilia. 

A idéia, segundo o diretor do site Todos Contra a Pedofilia, João Batista de Oliveira, é transformar esses jovens em multiplicadores de informação. "Vamos capacitar e estimular a formação de lideranças juvenis que possam contribuir de forma educativa, preventiva, no processo de sensibilização e conscientização de outros jovens para o enfrentamento dessa questão tão grave", afirmou. 

O ativista afirmou que além de incentivar a participação juvenil, o fórum contribuirá para o enfrentamento do problema. "Já vários projetos no país têm demonstrado que o jovem, às vezes, se sente mais confortável na conversa, na aproximação com outro jovem do que, às vezes, até com o operador do Direito, com um profissional da área da saúde que ele poderia acorrer numa situação de violência sexual", explicou. 

O diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia, Batista de Oliveira, destacou que as principais vítimas são crianças e jovens de até 24 anos, é preciso garantir a participação deles nas ações de combate a esse problema para atingir bons resultados. "Se não estimularmos nesses jovens uma nova cultura e se não trouxermos essa juventude para, no seu próprio modo de ser, fortalecer-se como agente vivo no combate, estaremos fazendo muito para alcançar poucos resultados", defendeu. 

Segundo João Batista, a maioria dos jovens desconhece as ações tanto para prevenir o problema quanto para denunciar casos de abuso. O projeto pretende qualificar as jovens lideranças para conhecer a rede local e encaminhar as vítimas.

 

Blogger news

Blogroll

About